Postado em: 1 de outubro de 2017
BRASILPREV LANÇA NOVAS ESTRATÉGIAS DE INVESTIMENTOS EM PREVIDÊNCIA

A nova realidade macroeconômica, com a queda da taxa Selic, implica em um cenário de investimento que demanda maior diversificação. Pautada por esse contexto e pelas oportunidades trazidas pela resolução CMN nº 4.444, a Brasilprev lançou novos fundos com características bastante diferenciadas e foco na diversificação de ativos.

RENDA FIXA

A primeira inovação são os fundos FIX Estratégia 2025 e Fix Estratégia 2035, que passam a compor as opções de renda fixa oferecidas pela Brasilprev. Com um conceito inédito em renda fixa, eles adequam de maneira dinâmica a alocação dos ativos do fundo visando aproveitar as melhores oportunidades do cenário econômico, sempre tendo em vista a data-alvo. Assim, quanto mais distante, maior será a alocação em renda fixa de maior prazo e, consequentemente, expectativa de retorno mais elevada. Por outro lado, à medida que se aproxima da data-alvo, o fundo tem alocação focada em títulos de menor prazo, com objetivo de proteção da reserva. Compondo essas estratégias, além de títulos públicos de todos os prazos e características, o mandato prevê alocação em títulos privados e permite alocar até 10% em ativos no exterior.

MULTIMERCADO

Em multimercado, os destaques são os fundos Dinâmico e Multiestratégia. Nestes fundos, o foco será a busca de resultados por meio da alocação estratégica em ativos de renda fixa de curto, médio e longo prazo (índice de preços e prefixados), renda variável, investimento no exterior e moedas, dentre outros. O Dinâmico destina até 20% para renda variável no Brasil, introduz alocações no exterior por meio de estratégias da Principal Global Investors (PGI) e também poderá operar moedas. Já o Multiestratégia destina até 49% para renda variável e, além do investimento no exterior por meio da PGI e moedas, investirá em estratégias diferenciadas de multimercado geridas pela BB DTVM.

Essas novas opções trazem um campo enorme de possibilidades, tanto para aproveitar ganhos com variações nos preços das moedas como para ter acesso a uma gama muito maior de ativos. A título de exemplo, na bolsa nacional é possível acessar menos de uma centena de empresas, já no exterior este número passa de milhares.

“Um veículo de previdência precisa ter um balanceamento que combine diferentes estratégias para potencializar os ganhos dos investimentos. Por isso, buscamos montar um portfolio diferenciado para que o cliente tenha acesso às melhores oportunidades tanto no Brasil quanto no exterior. O olhar permanece para ganhos em períodos maiores, mas sem perder as oportunidades de curto prazo”, explica Paulo Valle (foto), presidente da Brasilprev.

MULTIFUNDOS

Para potencializar o leque de opções de investimentos disponíveis, o cliente Brasilprev conta com o conceito de Multifundos, que permite que ele faça, por meio de um único plano, alocações em diferentes fundos. Além de combiná-los de acordo com seu perfil e poder compor uma carteira diversificada, não há custos para realocar o capital entre as opções disponíveis. Por exemplo: o cliente pode iniciar sua carteira com 30% dos recursos no FIX Estratégia 2025, 30% no Multimercado Dinâmico e 40% no Multimercado Multiestratégia, mas pode mudar isso a qualquer tempo.

“Nessa estrutura, contando com a consultoria especializada do Banco do Brasil e da Brasilprev, é possível configurar em único plano um ‘combo de fundos’. Isso permite ajustar a melhor combinação entre o perfil do cliente e os fundos mais adequados para a sua previdência de acordo com os diferentes momentos de vida (suitability).”, finaliza Paulo Valle.

DEIXE UM COMENTÁRIO