Postado em: 8 de abril de 2018
COM DOIS ANOS DE VIDA, SEGURADORA ALCANÇA “MELHOR DESEMPENHO” E “MAIOR CRESCIMENTO DE VENDAS”

Uma companhia que obteve um sucesso inesperado para este momento, com menos de dois anos de vida. Trata-se da ALM, primeira microsseguradora do Rio de Janeiro homologada pela Susep.

Entre as seguradoras, com faturamento até R$ 2,5 bilhões, a ALM foi classificada para o Prêmio Segurador Brasil com a premiação máxima “Melhor Desempenho”. E ainda na comparação do faturamento nos dois últimos anos obteve a classificação “Maior Crescimento de Vendas”, modalidade Seguradoras.

A ALM Seguradora é uma empresa constituída a partir da iniciativa de empreendedores.

Pessoas físicas, com ampla experiência na comercialização de produtos voltados ao segmento de assistência funeral no município do Rio de Janeiro. Cientes do valor social o qual este produto agrega, objetivaram aprimorar, complementar e evoluir esta prestação de serviços através do microsseguro de pessoas.

Sem consideráveis conhecimentos do mercado segurador, buscaram profissionais para ajudar na estruturação e formatação de uma empresa que possuísse, também, o mesmo conceito aplicado à assistência funeral, ou seja, produtos direcionados ao segmento de seguro de pessoas voltado para população de baixa renda e que pudessem alcançar as classes C,D e E.

Hoje, com menos de dois anos de vida, a empresa colhe frutos do trabalho árduo .

O ano de 2017 foi desafiador, num seleto universo onde orbitam grandes e renomadas empresas no ramo segurador.

Em dezembro de 2016 a ALM tinha pouco mais de 6.200 vidas seguradas. Já em dezembro de 2017 atingiu a marca de quase 290 mil pessoas seguradas.

O faturamento pulou de R$ 19 mil e 160 reais em 2016 para R$ 1 milhão,  241 mil e 930 reais em 2017.

Um feito digno de gente grande, mas que exigiu muita determinação –  ultrapassar todos os obstáculos para disseminar o conceito de microsseguro de pessoas no Brasil.

Foto Antranik/Douglas

Para receber a premiação, estiveram presentes Geraldo Magela Monge, acionista, e os diretores Edson Calheiros e Paulo Galindo.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO