Postado em: 9 de julho de 2018
FENACOR PREMIARÁ JORNALISTAS COM REPORTAGENS SOBRE SEGUROS

A Fenacor (Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados e de Resseguros, de Capitalização, de Previdência Privada, das Empresas Corretoras de Seguros e de Resseguros) está com as inscrições abertas, até o dia 31 de outubro, para o Prêmio Nacional de Jornalismo em Seguros.

A premiação foi criada com o objetivo de exaltar o mercado de seguros como peça fundamental no desenvolvimento econômico e social do País. Portanto, as reportagens precisam abordar algum tema relacionado ao setor. Os trabalhos deverão ter sido veiculados entre novembro de 2017 a 30 de outubro deste ano, e inscritos pelo site da entidade (www.fenacor.org.br/premiodejornalismo).

O lançamento do concurso foi realizado em evento na sede do Sincor-SP (Sindicato dos Empresários e Profissionais Autônomos da Corretagem e da Distribuição de Seguros do Estado de São Paulo), no dia 4 de julho. “Sentimo-nos honrados em apoiar o Prêmio e incentivar os profissionais da capital a participarem de uma premiação que reconhece o trabalho da imprensa para a evolução do mercado de seguros”, declarou na ocasião o presidente do Sincor-SP, Boris Ber.

O presidente do Sincor-SE e 2º vice-presidente administrativo da Fenacor, Érico Jose Melo Nery, ressaltou a parceria com o Sincor-SP, lembrando a força das entidades no mercado. “O Prêmio não é da Fenacor, mas sim de todo o mercado de seguros. Uma ação fundamental para difundir a cultura do seguro dentro do País”, afirmou.

No total, serão analisados trabalhos em sete categorias: Mídia Impressa, Televisão, Rádio, Webjornalismo, Imprensa Especializada, Especial Corretor de Seguros e uma categoria comemorativa aos 50 anos de fundação da Fenacor. Esta última abrange artigos sobre a trajetória do corretor de seguros e o papel desempenhado pela Federação no desenvolvimento do mercado nos últimos 50 anos e as perspectivas para o futuro. Neste item específico, as criações podem ter sido elaboradas por jornalistas, corretores de seguros, profissionais do mercado ou de outras áreas, desde que tenham sido veiculadas na imprensa especializada, em mídia impressa, sites ou emissoras de rádio e TV.

Em cada categoria, dentre os dez trabalhos selecionados pela Comissão de Seleção, restarão três finalistas. O primeiro colocado receberá R$ 30 mil; o segundo, R$ 10 mil, e o terceiro, R$ 5 mil.

No ano passado, foram 742 reportagens inscritas de todo o País, com 60 finalistas e 18 vencedores. Somente do Estado de São Paulo foram 297 inscrições, 21 finalistas e sete ganhadores.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO