Postado em: 17 de julho de 2017
O Mercado de Seguros no Brasil – Histórico e Crescimento
foto sobre O Mercado de Seguros

O mercado de seguros no Brasil está em uma fase positiva, em constante expansão e aperfeiçoamento. Isso se dá por inúmeros fatores, entre eles o crescimento da população com conhecimento sobre o assunto e a competitividade entre as seguradoras.

Dado este crescimento, é comum que surjam ideias inovadoras dentro do mercado de seguros. Os serviços tradicionais estão abrindo espaço para produtos personalizados e bastante específicos como, por exemplo, seguros de vida próprios para portadores de doenças, para mulheres, pessoas mais jovens e diversos outros.

Assim como em qualquer outra área, o mercado de seguros pede criatividade e muitos diferenciais. Ao oferecer serviços específicos, as seguradoras firmam parcerias com empresas de inúmeros segmentos, por exemplo, em seguros para praticantes de esportes radicais, aliam-se parcerias com lojas especializadas no ramo. Isto vem atraindo cada vez mais o interesse das pessoas nesse setor.

O Mercado de Seguros- Histórico:

A boa fase em que o mercado de seguros se encontra é relativamente recente. Pela metade dos anos 70 até o fim dos anos 80 a realidade era outra, a falta de competição entre as seguradoras, a inflação e a população pouco habituada contribuíam para um cenário dormente.

O início da mudança se dá por volta de 1990, a partir desta época as seguradoras conseguiram que o governo concedesse mais liberdade para oferecer melhores condições aos clientes e maior fixação de valores. Nesta época também houve a chegada de muitas empresas internacionais, o que movimentou bastante o mercado.

Neste período houve uma grande quantidade de reformas econômicas que influenciaram neste crescimento do mercado de seguros, a principal delas foi o plano Real, em 1994, que tinha como objetivo a estabilização monetária e marcou o fim da hiperinflação.

Crescimento:

Nos anos seguintes, o mercado de seguros passou por um aperfeiçoamento crescente, os principais indicadores aumentaram mais do que o dobro. A receita de seguros por habitantes em 1990 era de R$ 32,00, já em 2015 o valor estava em R$ 338,00.  Neste ano, o mercado de seguros arrecadou R$ 363,1 milhões, o que representou 6.1% do PIB.

Estes números não são apenas positivos para a economia, o mercado de seguros estando em alta traz melhoras até para a vida cotidiana, garantindo soluções práticas e inteligentes em caso de problemas ou imprevisto. Prevenção é sempre fundamental.

Perspectiva Para o Futuro:

O que esperar sobre o mercado de seguros para os próximos anos? A tendência é um crescimento contínuo. Não só o aperfeiçoamento atual contribui para isso como o aumento da expectativa de vida também.  A população ativa com mais de 65 anos em 1970 era de 3% e pode subir para 13% na próxima década, tudo isso faz com que investimentos em seguros de vida e previdência sejam cada vez mais necessários.

O mercado de seguros no Brasil é uma excelente opção de investimento.

DEIXE UM COMENTÁRIO